Direitos Humanos e Saúde

1. Periodicidade
Oferta ENSP - Regular - Anual

2. Objetivo do Curso
- Promover a construção do conhecimento no campo dos Direitos Humanos e Saúde desenvolvendo competências gerais e específicas através da compreensão dos conteúdos programáticos.

- Promover a formação e aperfeiçoamento de profissionais críticos capazes de atuar em face aos desafios sociais facilitando a aplicação destes conhecimentos em sua atuação profissional.

3. Justificativa
As abordagens construídas no campo Direitos Humanos e Saúde devem ter como base uma perspectiva sociopolítica em que a saúde da população é pensada como direito social e humano, difuso e coletivo, cuja garantia e aprimoramento repousa no aprofundamento de bases epistemológicas diversas e nas interpelações possíveis entre as ciências jurídicas, a filosofia, as ciências sociais e humanas e a saúde.
A perspectiva dos direitos humanos oferece não só uma nova maneira de pensar sobre os desafios globais de saúde, como também a confluência entre saúde pública e direitos humanos ampliando, por sua vez, o escopo de reflexão e prática.
Dessa forma, promover a formação de especialistas, na perspectiva de uma formação teórica de base crítico-reflexiva com conteúdos programáticos coerentes com as diretrizes do Sistema Único de Saúde com o fortalecimento técnico-científico das equipes é a estratégia de formação.
Enfatizar a compreensão dos princípios éticos da universalidade, da equidade e da integralidade que visam garantir a população o acesso igualitário às ações e serviços para a promoção, proteção e recuperação da saúde se faz necessária para desenvolver expertises.
É importante que os profissionais da saúde tenham domínio dos procedimentos e técnicas necessárias ao exercício da profissão, entretanto, a visão crítica em relação às contradições e dilemas desse campo é indispensável, bem como entender o significado de termos estruturantes para a área, como direitos humanos, cidadania, democracia, gênero e sexualidade, diversidade cultural, justiça e liberdade.

4. Concepção Pedagógica
O curso terá nas Unidades de Aprendizagem e nas unidades de orientação uma parcela de aulas expositivas, onde será explicitada a parte teórica do conteúdo. Serão utilizados como recurso facilitador de aprendizagem, a realização de trabalhos em grupo e oficinas, abordando a teoria com exemplos práticos e estudos de casos, a exibição de filmes, com posterior discussão e apresentação de relatórios.

5. Sistema de Avaliação
Todos os professores farão uma avaliação dos alunos e os alunos preencherão uma ficha de avaliação em relação as aulas ministradas. Por tratar-se de um curso novo todas as aulas serão assistidas por pessoas que coordenam o curso. De acordo com cada professor a avaliação de discentes poderá ser por participação nas aulas, trabalhos entregues, prova de conhecimentos. Além de frequência e trabalho de conclusão de curso.

1. Periodicidade
Oferta ENSP - Regular - Anual

2. Justificativa do Curso
Justificativa da oferta do curso As abordagens construídas no campo Direitos Humanos e Saúde devem ter como base uma perspectiva sociopolítica em que a saúde da população é pensada como direito social e humano, difuso e coletivo, cuja garantia e aprimoramento repousa no aprofundamento de bases epistemológicas diversas e nas interpelações possíveis entre as ciências jurídicas, a filosofia, as ciências sociais e humanas e a saúde. A perspectiva dos direitos humanos oferece não só uma nova maneira de pensar sobre os desafios globais de saúde, como também a confluência entre saúde pública e direitos humanos ampliando, por sua vez, o escopo de reflexão e prática. Dessa forma, promover a formação de especialistas, na perspectiva de uma formação teórica de base crítico-reflexiva com conteúdos programáticos coerentes com as diretrizes do Sistema Único de Saúde com o fortalecimento técnico-científico das equipes é a estratégia de formação. Enfatizar a compreensão dos princípios éticos da universalidade, da equidade e da integralidade que visam garantir a população o acesso igualitário às ações e serviços para a promoção, proteção e recuperação da saúde se faz necessária para desenvolver especialistas. É importante que os profissionais da saúde tenham domínio dos procedimentos e técnicas necessárias ao exercício da profissão, entretanto, a visão crítica em relação às contradições e dilemas desse campo é indispensável, bem como entender o significado de termos estruturantes para a área, como direitos humanos, cidadania, democracia, gênero e sexualidade, diversidade, justiça, liberdade entre outros.

3. Concepção padagógica do curso
Concepção pedagógica do curso O curso terá nas Unidades de Aprendizagem e nas unidades de orientação uma parcela de aulas expositivas, onde será explicitada a parte teórica do conteúdo. Serão utilizados como recurso facilitador de aprendizagem, a realização de trabalhos em grupo e oficinas,abordando a teoria com exemplos práticos e estudos de casos, a exibição de filmes, com posterior discussão e apresentação de relatórios (todas as atividades ocorrerão no forma presencial virtual tendo em vista a pandemia).

4. Objetivos
Objetivos Promover a construção do conhecimento no campo do Direitos Humanos e Saúde desenvolvendo competências gerais e específicas através da compreensão dos conteúdos programáticos. Promover o processo de educação, formação e aperfeiçoamento dos profissionais das Ciências da Saúde e Ciências Jurídicas visando criar no aluno uma compreensão geral sobre a área dos Direitos Humanos e Saúde, facilitando a aplicação destes conhecimentos em sua atuação profissional.

1. Objetivo Geral
Promover a construção do conhecimento no campo dos Direitos Humanos e Saúde desenvolvendo competências gerais e específicas através da compreensão dos conteúdos programáticos. Promover a formação e aperfeiçoamento de profissionais críticos capazes de atuar em face aos desafios sociais facilitando a aplicação destes conhecimentos em sua atuação profissional.

2. Perfil do Candidato
O curso se destina a profissionais graduados vinculados aos órgãos públicos e privados, relacionados com a área dos Direitos Humanos e da Saúde.

3. Carga horária total do Curso
O curso tem carga horária total de 480 (quatrocentas e oitenta) horas, distribuídas da seguinte forma: 380 (trezentas e oitenta) horas de aulas presenciais e 100 (cem) horas para elaboração do TCC.

4. Periodicidade
Oferta ENSP - Regular ? Anual

5. Inscrição
Período de 30/03/2021 a 29/04/2021. Para verificar o Edital, como também preencher o formulário eletrônico de inscrição é necessário acessar o link Inscrição em www.sigals.fiocruz.br > Inscrição > Modalidade: Presencial > Categoria: Especialização > Unidade: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca > Curso > Direitos Humanos e Saúde.

6. Número de vagas
Estão sendo ofertadas 20 (vinte) vagas, sendo 16 (dezesseis) para candidatos de ampla concorrência e 04 (quatro) para ações afirmativas.

7. Contato SECA/ENSP
Fundação Oswaldo Cruz Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca Serviço de Gestão Acadêmica - SECA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS E SAÚDE Rua Leopoldo Bulhões, 1480 - Térreo 21041-210 - Manguinhos - Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 2598-2318 E-mail: pseletivo@ensp.fiocruz.br Horário de atendimento ao público: 8h30min às 16h30min Homepage: http://www.ensp.fiocruz.br