Cursos

A ENSP, desde sua fundação em 1954, busca atender e ampliar o compromisso com as necessidades sociais na formação de profissionais de saúde. Nos anos 1970 e 1980 a ENSP/FIOCRUZ tornou-se uma das principais instituições a protagonizar o debate acerca da necessidade de uma reforma sanitária e da instituição de um sistema público e universal em saúde. A VIII Conferência Nacional de Saúde (1986), liderada pelo então presidente da Fundação Oswaldo Cruz, Sergio Arouca, expressa a trajetória desta instituição de compromisso com a saúde, tendo colaborado na formulação de políticas de formação para a saúde ao longo de sua existência junto ao Ministério da saúde e junto às escolas de governo em âmbito nacional.

Nestas décadas consolidaram-se a pós-graduação stricto sensu (mestrado em 1977 e doutorado em 1980) e novos cursos de lato sensu foram desenvolvidos, com destaque para a residência em medicina preventiva e social. Nos anos 1990 este papel formulador se ampliou substantivamente e as demandas na construção de um novo modelo político pedagógico que pudesse contribuir na consolidação dos princípios do SUS colocaram o desafio de repensar nossas estratégias de ensino e o papel nacional desta instituição na formação de trabalhadores da saúde.

Assim, em 1998 a ENSP implanta o seu primeiro programa de Educação a Distância (EAD/ ENSP/ FIOCRUZ) e nos anos 2000 inicia os primeiros cursos de mestrado profissional. As duas experiências apresentam-se como iniciativas estratégicas de formação e qualificação em saúde, que oferecem oportunidades de pós-graduação aos trabalhadores do sistema de saúde de forma integrada ao seu processo de trabalho. Com isso, visam colaborar para a construção e consolidação do Sistema Único de Saúde, formando profissionais preocupados com a eficácia, a integralidade e a equidade para a melhora do sistema.

Nesses anos de existência a ENSP vem exercendo um papel reconhecidamente relevante no estabelecimento e na difusão do paradigma de conhecimento e ação sanitária no país. Revela-se como uma instituição de pesquisa e ensino em saúde diferenciada em relação às de outros países, constituindo-se no maior programa de pós-graduação da América Latina na área de saúde pública.

Em sua trajetória no campo do ensino de saúde pública, já formou mais de vinte mil profissionais nos cursos presenciais e mais de 70 mil nos cursos a distância voltados para o aperfeiçoamento do sistema de serviços de saúde do país. Nesse sentido, vem apoiando e acompanhando o desenvolvimento de cursos e a sedimentação de núcleos que se estruturam em uma rede nacional de formação em saúde pública capaz de disseminar estratégias pedagógicas e conhecimentos nessa área no território nacional.

A ENSP desempenha papel estratégico em diversas redes estruturantes no campo da saúde, em âmbito nacional ou internacional. É integrante da Universidade Aberta do Brasil (UAB/MEC) - onde oferta regularmente cursos e programas de formação EAD. Cabe destaque as duas redes nas quais a ENSP desempenha papel de Secretaria-Executiva: a Rede de Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública (RedEscola) e a Rede de Escolas de Saúde Pública da UNASUL (RESP/UNASUR).

Todas as informações sobre os cursos da ENSP, stricto sensu (mestrado e doutorado), lato sensu (especialização e residência) e de qualificação profissional (aperfeiçoamento, atualização e formação continuada em saúde) podem ser obtidas em nosso Portal. As inscrições em nossos cursos são realizadas por meio da Plataforma SIGA (SIGASSSIGALS e SIGAEPS).